Product Categories: , ,

Nome comum: Marreco Carolina.
Nome cientifico: Aix sponsa.
Tamanho: 40 a 50 cm.
Peso: 480 a 900 gr.
Distribuição geográfica: Oeste, sudoeste e Centro da América do Norte, oeste de Cuba.
Habitat: Lagos, rios, pântanos rodeados por florestas densas preferindo pequenas ilhas e corpos de água com vegetação emergente e abundante.
Alimentação: Sementes, nozes, grãos, plantas aquáticas, caracóis, insetos e peixes. Alimenta-se de dia e a noite na superfície da água e mergulhando a cabeça em águas rasas. Em cativeiro alimenta-se de ração industrializada, colocada a beira do lago em pequena quantidade para que a ave possa estar nadando e alimentando-se ao mesmo tempo. Deve-se ter cuidado para que a ração não azede, pois como toda ave aquática possui o hábito de comer e molhar o bico sucessivamente. Para filhotes ofereça a verdura picada em tirinhas.
Reprodução: A época de reprodução do marreco Carolina no Brasil é de Setembro a Janeiro, sendo que a maior parte dos casais iniciam a postura em Novembro. Monogâmico, faz o ninho em buracos de árvores, bota de 9 a 12 ovos; o período de incubação é de 28 a 30 dias; os filhotes são marrom esverdeados na parte de cima do corpo e amarelados na parte inferior, emplumam entre 40 e 45 dias e a maturidade sexual é de 1 ano em cativeiro. Sugerimos não fazer o uso de incubação artificial nesta ave. Em cativeiro utilizamos um ninho de madeira que deve ser colocado próximo ou dentro da água. A melhor maneira de cria-los em cativeiro é deixar que os pais os choquem porque todo palmípede necessita muita umidade. Ocorre que ao nascerem em incubadoras tornam-se muito ariscos o que ocasiona muitos acidentes de manejo. A porcentagem de eclosão é superior a 80 %. Algumas vezes podem ocorrer duas posturas, principalmente, se a primeira ninhada ocorrer no começo de setembro. Os filhotes são pardos e muito estressáveis. a cor é cinza, branco e marrom. No primeiro ano de vida possuem a coloração semelhante a da fêmea. Já no segundo ano está apto a reproduzir-se. É uma ave muito resistente ,com baixa mortalidade. Precisamos estar atentos quando os filhotes nasçam se a fêmea fica muito ciumenta e neste caso retira-se o macho para que ela não o machuque.O carolina é uma ave muito fácil de ser domesticada. A princípio , é arisco mas se for mantido em contato com movimento tornam-se bastante mansos. Existem relatos que o carolina torna-se animal de estimação.
Curiosidades: Em 1913 esteve práticamente extinto em seu habitat devido a grande perseguição por caçadores. Graças a criação em cativeiro, por fazendeiros que os mantinham para fins ornamentais onde foi reintroduzido com muito êxito. O nome científico em latim Aix sponsa significa, vestido de noiva, uma justa homenagem a sua linda plumagem. Em cativeiro, os filhotes devem ser operados na primeira semana do nascimento, caso o criador queira mantê-lo em seu viveiro (Esta cirurgia deve ser feita por técnico especializado).
Status e conservação: CITES III.
Fonte: Handbook of the birds of the World – Editora Lynx – Vol. 4.

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

bbbbbbbbbbb