Product Categories: , ,

Nome comum : Periquito forpus.
Nome cientifico: Forpus coelestis.
Descrição: Na natureza apresenta se na cor verde, os machos possuem as penas das bordas das asas azuis e também o urupigio
Dimorfismo sexual : Para destinguir o macho da fêmea, deve-se observar a borda das asas e o urupigio, que nos machos tem um tom azul escuro. Tal marca não existe nas fêmeas.
Tamanho : 13 cm.
Peso : 24 a 28 gr.
Distribuição geográfica : Oeste do Equador até Noroeste do Peru.
Habitat : Na natureza vive em florestas secas tropicais ou subtropicais, florestas subtropicais ou tropicais úmidas de baixa altitude, matagal árido tropical ou subtropical e florestas secundárias altamente degradadas. Em cativeiro se adaptou muito facilmente, podendo ser criado em viveiros ou gaiolas, desde que respeitando o espaço mínimo para a aves. Uma gaiola de 60X30X30 (cm) é indicada para um casal.
Alimentação : Na natureza, alimentam se bagas e sementes entre ramos, frutas de tamarindus e cactus, em cativeiro alimenta se basicamente de misturas de sementes,
que podem ser encontradas em casas de rações e ou agropecuárias . Pode ser oferecida uma farinhada própria para psitacídeos de pequeno porte.
Reprodução : O Forpus se reproduz com certa facilidade, podendo criar até 4 vezes durante o ano. A fêmea bota 4 a 6 ovos, podendo em alguns casos chegar a 10 ovos, a incubação dura 17 dias e as crias deixam os ninhos com 30 dias. Após 15 dias fora do ninho, já podem ser separadas dos pais. As novas aves atingem a maturidade com menos de 4 meses de idade.
Curiosidades: A criação de forpus cresceu muito no Brasil durante os últimos anos, devido a sua facilidade de criação, manejo e docilidade das aves.Na natureza, apresenta-se na cor verde,mas nas criações em cativeiros conseguiram fixar várias mutações (cores), sendo as mais conhecidas: Azul, Albino, Lutino, Pastel, etc… Comenta-se sobre o fator violeta em forpus, mas por enquanto ainda desconhecido, muitas vezes confundido pelo cobalto.
Status e conservação: CITES II.
Fonte : Handbook of the birds of the World – Editora Lynx – Vol. 4.

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

bbbbbbbbbbb